Turbina à Gás

Autor: Deyvidy Ricardo Miranda Macedo

E-mail: deyvidyr@gmail.com

Curso Operador de Usina Termelétrica de Ciclo Combinado

A primeira turbina a gás e um equipamento rotativo economicamente viável a primeira turbina foi construída em 1911 e é creditada a Holzworth.

Na década de 1930, ingleses e alemães utilizaram com sucesso as turbinas a gás em aeronaves. No entanto, o grande impulso em seu desenvolvimento foi dado pelos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. De 1940 a 1980, elevou-se a durabilidade das turbinas a gás e a temperatura de entrada dos gases. Este aumento possibilitou um acréscimo no rendimento termodinâmico e está relacionado com a resistência dos materiais a elevadas temperaturas, quando sujeitos a grandes esforços.

Durante muito tempo, o uso da turbina a gás destinou-se à propulsão das aeronaves e neste processo ocorreram os maiores progressos no aumento de sua eficiência térmica.

Com o aumento da demanda de energia elétrica, nos anos próximos a 1980, as turbinas a gás passaram a ser utilizadas em centrais geradoras de eletricidade, concorrendo com sucesso com as plantas com turbinas a vapor, devido ao seu custo menor e às facilidades de instalação, operação e manutenção.

De 1965 a 1975, a capacidade de instalação de turbinas a gás nos Estados Unidos aumentou extraordinariamente, devido às vantagens já mencionadas e à possibilidade de utilizar o gás natural.

No entanto, o choque do petróleo de 1973 reduziu o interesse pela geração termelétrica, provocando uma estagnação nos investimentos em turbinas a gás e apenas as turbinas aero derivativas prosseguiram, por razões militares. Desta forma, a capacidade instalada permaneceu estável até 1985, quando foram retomados os investimentos.

Você quer transformar a sua vida?
Clique Aqui!

A Representação esquemática de uma turbina a gás. Podem ser distinguidos três componentes principais em uma turbina a gás: o (compressor, o sistema de combustão e a turbina propriamente dita), esta última sendo a fonte de acionamento tanto do compressor como do gerador de energia elétrica.

O ar, nas condições atmosféricas de pressão e temperatura, é admitido no compressor, onde é comprimido até à pressão de combustão e passa para a câmara de combustão, onde o combustível é queimado continuamente sob pressão constante.

Os gases aquecidos passam pela turbina produzindo trabalho mecânico, depois transformado em energia elétrica em um grupo gerador.

Artigo Completo

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.