O que é calado do navio?

A medição de calados de navios é um processo que vem há mais de quarenta anos sendo realizada
de forma manual e extremamente dependente da habilidade humana, tanto na medição quanto na aproximação do navio.

Compartilhe:

AUTOR: Yuran Herberto

Moçambique – Sofala

CURSO: Arqueação de Navios – Draft Survey

Introdução


Neste presente Trabalho Final de Curso sera abordado sobre o calado de um navio com o intuito de ensinar, visto que o mesmo será publicado. Sabemos que o transporte marítimo é o principal modal utilizado no comércio exterior. Dessa forma, o aumento do comércio mundial acaba por demandar navios cada vez maiores no intuito de incrementar sua capacidade. E quanto maior a capacidade de um navio, maior o seu calado.


A medição de calados de navios é um processo que vem há mais de quarenta anos sendo realizada
de forma manual e extremamente dependente da habilidade humana, tanto na medição quanto na aproximação do navio.


O que é o calado do navio?


Calado é a distância vertical entre a parte inferior da quilha e a linha de flutuação de uma embarcação. É a medida da parte submersa do navio.

Tecnicamente, é a distância da linha d’água até a quilha do navio.
O conhecimento do calado do navio em cada condição de carga e de densidade da água (em função da salinidade e temperatura) é fundamental para determinar a sua navegabilidade sobre zonas pouco profundas, em especial nos portos e em canais. Toda embarcação pode flutuar entre um calado máximo quando ela está a plena carga e um calado mínimo quando ela está descarregada inteiramente.


Geralmente vemos ou lemos que o porto tal possui um calado de x metros, mas isso está errado, somente os navio tem calado. Portos possuem profundidade.
Como calcular o calado de uma embarcação?
O calado de uma embarcação mede-se verticalmente a partir de um ponto na superfície da parte inferior da quilha e a superfície da água. É importante notar que o calado terá variações, num mesmo navio, conforme a carga do navio ou a densidade da água


Tipos de calados de navios


Em função do ponto da embarcação e da forma de medição existem diversas formas de expressar o calado.


Calado a meia-nau: distância vertical entre a superfície da água e a parte mais baixa do navio medida na seção a meia-nau, isto é, a meio comprimento entre as perpendiculares dos pontos extremos da proa (parte dianteira) e popa (parte traseira).

Calado máximo: distância vertical entre a superfície da água e a parte mais baixa da quilha do navio medida quando este estiver na condição de deslocamento em plena carga (ou deslocamento máximo).


Calado médio: média aritmética dos calados medidos nas partes dianteira e traseira do navio.

Calado mínimo: distância vertical entre a superfície da água e a parte mais baixa da quilha do navio medida quando este estiver na condição de deslocamento mínimo.


Calado moldado: distância vertical entre a superfície da água e a linha da base moldada do casco. É utilizado no cálculo dos deslocamentos e para a determinação das curvas hidrostáticas da embarcação.

Calado normal: distância vertical entre a superfície da água e a parte mais baixa da quilha de uma embarcação, quando esta está com o seu deslocamento normal.
.
Referência
https://www.fazcomex.com.br/blog/calado-do-navio-o-que-e/

Compartilhe:

A importância da leitura das marcas de calado e das Sondagens dos tanques (lastro, água doce e combustível)

A leitura das marcas de calado; bem como a correta sondagem dos tanques de lastro, água e combustíveis são elementos fundamentais para um resultado mais preciso da figura final que o perito irá encontrar após os cálculos e as devidas correções que por ventura vierem a ocorrer.

Compartilhe:

Autor: FÁBIO ROBERTO ABRANTES DO NASCIMENTO

EMAIL : servport@servport.com.br

Curso Arqueação de Navios

Existem vários fatores limitantes:

As leituras de calados de uma embarcação, são cruciais para um bom resultado nas figuras de arqueação; a leitura deve ser nos dois lados da embarcação, verificando as marcas na vante (proa), meia nau (meio) e na ré (popa).

  • A precisão na leitura pode ficar prejudicada devido às condições climáticas e presença de ondas na superfície da água. Uma embarcação também pode ter desenvolvido um ligeiro giro, levando a imprecisões.
  • A leitura deve ser realizada de uma posição o mais próximo da linha de água possível evitar a paralaxe, embora isso nem sempre seja possível.
  • Se o estiver navio atracado em uma corrente ou corrente de maré será afetado por agachamento, particularmente em águas rasas, e isso terá um efeito adicional a ser considerado na leitura.
  • A leitura pode ser afetada quando há uma grande diferença entre as temperaturas do ar e da água. Isso causará uma diferença na expansão das seções submersas e emergidas do navio. Infelizmente atualmente, não existe um método aceitável de corrigir esse problema.
  • Quando um navio não estiver em equilíbrio, ou seja, trimado (even keel) o que geralmente acontece antes do carregamento e após a descarga, as leituras de calado devem ser corrigidas para utilizando a tabela hidrostática.
  • O calado deve ser corrigido de acordo com a densidade da água na qual onavio está flutuando, tanto antes do carregamento e após a descarga do navio Antes de iniciar a sondagem dos tanques de lastro, deve-se informar previamente o capitão e/ou o imediato da embarcação para que possam tomar as providências prévias como para o bombeamento de retirada ou colocação de lastro nos tanques, entre outras.

Para uma boa leitura dos tanques de lastro do navio por pesquisadores ou peritos arqueadores independentes, a cooperação dos oficiais do navio é essencial importância. As sondagens devem ser realizadas com acompanhamento do imediato do navio ou um dos seus representantes.

Antes de realizar a pesquisa, recomenda-se que o perito seja informado da quantidade de tanques de lastros e de suas posições a serem sondados (água de lastro, água doce e tanques de combustíveis).

Equipamentos necessários para a leitura de calado e das sondagens dos tanques:

  • Lanterna potente
  • Barco ou lancha
  • Binóculos
  • Indicador de marca de calado ou dispositivos de medição (tubos indicadores etc.)
  • Inclinômetro ou manômetro calibrado
  • Fita métrica em aço com prumo / fita de aço inoxidável com prumo (de preferência calibrado)
  • Recipiente de amostragem de água do mar para checagem da densidade da água
  • Hidrômetro calibrado
  • Refratômetro de salinidade calibrado
  • Densímetro calibrado e certificado.

Podemos concluir que a leitura das marcas de calado; bem como a correta sondagem dos tanques de lastro, água e combustíveis são elementos fundamentais para um resultado mais preciso da figura final que o perito irá encontrar após os cálculos e as devidas correções que por ventura vierem a ocorrer.

Obras Consultadas

https://www.ukpandi.com/fileadmin/uploads/uk-pi/LP%20Documents/Carefully_to_Carry/C2C_Articles_2018/Draught_Surveys.pdf

Compartilhe: