Arqueação – Draft Survey

A Arqueação sempre é feita no mínimo a duas mãos que representam o Embarcador e o Afretador e/ou Armador,  em algumas vezes é adicionado um representante da Aduana (RFB no Brasil) local ou Perito / Arqueador  Independente representando o comprador da carga, que é habilitado para atuação irrestrita, pois os cálculos usados  para quantificação são os mesmos em todo o mundo e consideram fatores como a estrutura física do Navio,  documentos de sua fabricação e demais.

Compartilhe:

Autor: Francisco de Assis Freitas

Joinvile – SC

Somática Educar

No mundo Globalizado em que vivemos atualmente, cada vez mais competitivo e Internacionalizado, é  cada vez mais utilizado o transporte marítimo como meio de chegar ao destino, grande quantidade de  produtos comercializados de uma única vez. Nesse grande fluxo internacional, é de suma importância,  

determinantes que ajudem a classificar esses produtos internacionalizados. Cada vez mais se usa maneiras  matemáticas e estatísticas, para determinação de seus potenciais qualitativos. 

Além da tradicional In-Voice Internacional, os governos de países, utilizam métodos de checagem de seus  volumes transportados, em embarcações de carga. 

Desde os primórdios, quando se transportava especiarias através dos continentes, utilizam-se forma e  pesos para se saber o volume transportado. 

A Arqueação sempre é feita no mínimo a duas mãos que representam o Embarcador e o Afretador e/ou Armador,  em algumas vezes é adicionado um representante da Aduana (RFB no Brasil) local ou Perito / Arqueador  Independente representando o comprador da carga, que é habilitado para atuação irrestrita, pois os cálculos usados  para quantificação são os mesmos em todo o mundo e consideram fatores como a estrutura física do Navio,  documentos de sua fabricação e demais. As inspeções e certificações relacionadas a estes fatores, ficam a cargo das  Classificadoras que possuem competência estabelecida pelas as normas da legislação vigente para atuarem em nome  da Autoridade Marítima Brasileira na implementação e fiscalização da correta aplicação dos requisitos das  Convenções e Códigos Internacionais. Assim a Arqueação atende de forma generalista e completa todas as normas, leis e exigências internacionais, sendo valida Internacionalmente como medida de Quantificação de Carga. Após a Arqueação, seja inicial ou final, o documento que comprova e atesta o Peso Leve do Navio (Light Ship) e a Carga embarca é o Draft Survey Certificate que é assinado por todos os envolvidos no processo. 

Nos navios de graneis sólidos o peso da carga movimentada, é obtido através de uma operação  denominada “ARQUEAÇÃO da CARGA”, conhecida em inglês como “DRAFT SURVEY”, que significa  “INSPEÇÃO DE CALADO”. 

É o método de medição de cargas por leitura ou medição de calados do navio, vazio e carregado, levando se em consideração as variações de pesos dos líquidos a bordo, utilizando-se de cálculos matemáticos e  tabelas hidrostáticas. A exatidão do processo de medição dependerá muito da experiência do Arqueador  ( Marine Surveyor ) e da precisão e exatidão de suas medições. 

O cálculo desse VOLUME de carga transportada, é baseado no “ Princípio de Arquimedes “, que diz: 

“ Todo Corpo parcialmente ou totalmente submerso em um liquido, sofre uma força vertical de baixo para  cima, denominada de EMPUXO, cuja intensidade é igual ao peso do volume deslocado por aquele corpo “  

Para que possamos falar em deslocamento, peso, empuxo, carga etc, é necessário que falemos em  DENSIDADE. Pois essa relação entre a massa de um material, e o seu volume em uma dada temperatura e  pressão, também influencia nos números finais dos resultados. 

Densidade = Massa / Volume 

Um Iceberg flutua na agua do mar, porque a densidade do gelo é menor que a densidade da agua do mar.

No cálculo da Arqueação, deve-se medir a densidade e temperatura da agua do mar. Essas medidas devem  ser realizadas no mesmo instante e no mesmo local em que são feitas as leituras de calados. Deve-se  coletar a agua do mar, da área da PROA, POPA e a MEIO NAVIO. Obtendo por fim, uma média da densidade  sendo a mais próxima do valor real que é normalmente a agua salgada de 1,025t/m³. Para isso se faz uso  de um Densímetro, uma Proveta e um Termômetro. Obtidos esses valores, partimos em busca do cálculo  efetivo do deslocamento, pois ele será o Peso Real da Carga. É uma operação continuada, isso significa que  deve ser realizada de uma só vez, seguidamente. 

1. Leitura dos calados nas marcas do costado 

2. Determinação da densidade da agua que o navio flutua 

3. Determinação da constante do navio ( valor conhecido dos imediatos do navio) 4. Determinação dos consumíveis ( óleos / lastro) 

5. Calculo do Calado correspondente 

6. Determinação do deslocamento real do navio 

7. Determinação do peso da carga 

Quando necessário, deve-se ainda fazer as correções do TRIM ( 1ª e 2ª correção, observar as  considerações para os devidos cálculos. 

Compartilhe:

O que faz um arqueador de navios?

Arquear é precisar o volume de água deslocado por um navio, através da leitura de calados, cálculos matemáticos e tabelas

Compartilhe:

Autora: Isabela dos Santos Muniz

E-mail: belinhamuniz@hotmail.com

Curso de Arqueação de Navios – Somática Educar

Os trabalhos de Arqueação de Embarcações e Plataformas Flutuantes são executados pelo processo “Draft-Survey” com base na leitura das marcações de calado, para estabelecer o volume ou peso das mercadorias embarcadas ou desembarcadas, bem como os trabalhos de arqueação de granéis sólidos, líquidos ou gasosos, realizados através da pesagem ou medidas diretamente pelo espaço cheio do tanque ou pela medição do espaço vazio.

Arquear é precisar o volume de água deslocado por um navio, através da leitura de calados, cálculos matemáticos e tabelas. O cálculo desse volume se faz através do princípio de Arquimedes – “Todo corpo, parcialmente ou totalmente submerso em um líquido, sofre uma força vertical de baixo para cima, denominada empuxo, cuja intensidade é igual ao peso do volume deslocado por aquele corpo”.

A conferência da carga é realizada de duas formas. Na primeira maneira, por diferença de deslocamento se chega na quantidade de carga movimentada, utilizado para aferimento de granéis sólidos. Nos granéis líquidos, a aferição é realizada conforme a sondagem e medição da temperatura do material que existe em cada tanque.

O processo de arqueação deve ser feita antes do início da realização do carregamento ou descarregamento, para apontar o peso do volume de água inicialmente deslocado pela embarcação, este valor irá definir seu peso total, podendo também ser verificado no decorrer da operação (carga ou descarga) para um resultado intermediário e após o seu término, sendo os dois últimos levando em conta o deslocamento inicial e final aonde aferimos a diferença, no intuito de verificar a carga do navio.

Para realizar a arqueação, é necessário o conhecimento do navio, sua geometria, sua estrutura e algumas constantes do navio, bem como a utilização de tabelas.

O trabalho do arqueador consiste em cruzar os dados coletados com os apontados nos documentos fiscais da embarcação, o arqueador autentica as informações prestadas pelos responsáveis pelos produtos, visando supervisionar os produtos transportados. Essa ação proporciona uma fiscalização mais eficaz, mediante a aferição in loco, das movimentações de carga nas embarcações, permitindo maior controle, além de ajudar a coibir a sonegação fiscal. Cada medição (arqueação) é uma perícia.

O arqueador pode atuar em empresas que operam por meio de portos e terminais fluviais ou marítimos que realizam movimentação de cargas internamente ou atuam na importação ou exportação, transportadores, agentes de carga, terminais alfandegados, trading companies, empresas fiscalizadoras de carga, perito da Receita Federal, entre outras.

Compartilhe: