A Importância do Agenciamento Marítimo

O negócio de Agenciamento Marítimo vem sofrendo mudanças profundas e exigindo investimentos sejam em hardwares ou softwares para acompanhar o desenvolvimento tecnológico.

Compartilhe:

Autor: Luciano dos Prazeres Barbosa

Curso Agenciamento Marítimo – Somática Educar

Pernambuco

Introdução

Existem circulando no meio do Agenciamento Marítimo  uma poesia intitulada “CALL THE AGENT” retratando os chamados “bons tempos” da atividade, e com um considerável humor.

Dizem estes versos que qualquer problema que exista a bordo de um navio, desde um encalhe, problemas de falhas de rebocadores ou passando por problemas de embarque de cargas, problemas com estiva ou  problemas com a tripulação e até levar o comandante para boates, que  chamasse o Agente para resolver. Mesmo que este fosse parecido com uma ferramenta fora de uso. O comandante deveria sempre ficar calmo, mas o agente coitado!!

Esta época, tida como romântica e que durou muitos anos, já se foi há muito tempo!!

Talvez tenham terminado lá pelos anos 60.

Mesmo assim, ainda hoje, existem pessoas que acreditam que o Agenciamento Marítimo é  uma atividade improvisada e que suas funções são simples e de fácil execução. Esse pensamento é um erro, trazendo consequências desastrosas para os verdadeiros profissionais da área, pois são obrigados a competir com “aventureiros”,

Desenvolvimento

O negócio de Agenciamento Marítimo vem sofrendo mudanças profundas e exigindo investimentos sejam em hardwares ou softwares para acompanhar o desenvolvimento tecnológico.

O aperfeiçoamento de pessoal é um investimento essencial de uma Agência Marítima, pois  não existem muitas escolas para preparação de pessoas, e a agencia acaba arcando com os custos de treinamento por vários anos.

Depois deste aprimoramento, a empresa ainda assume as despesas de retençao destes talentos, já que é uma área cujo emprego e disputado, justamente pela falta de qualificação do pessoal.

Além disso é uma atividade que funciona 24 horas por dia, nos 7 dias da semana, pois lida com a diferença de fuso horário e são poucos que suportam esse regime de trabalho.

Além de responsabilidade que o Agente Marítimo  tem junto aos seus navios, ele ainda tem a responsabilidade de manter os clientes importadores e exportadores, ou seja manter o foco dos seus negócios e nos seus clientes.

Nem sempre o interesse princiapl, naquele momento, é o mesmo interesse do seu cliente exportador ou importador, e aí é necessário um exercício  de diplomacia, e o resultado deve satisfazer a todos.

A exemplo do comercio internacional, nos últimos anos houve muitas mudanças neste mercado e uma dessas principais mudanças nas ultimas décadas no transporte marítimo foi a adequaçao dos navios conforme o tipo de carga que transportam. A primeira foi a construçao de navios porta-conteiners no final de 1950 e estas mudanças, obviamente, tambem causaram alteraçoes na atividade do Agencimento Marítimo e na constante especialização das Agências.

Hoje existem Agências que se dedicam ao atendimento de navios chamados de LINERS que representam navios pertencentes a armadores de linhas que escalam regularmente e em intervalos iguais a portos pre determinados . Os TRAMPS, são aqueles que agenciam navios que escalam portos dependendo da oferta de cargas.

Os chamados agentes LINERS ainda podem ser PORT AGENT que atendem os navios nos portos e COMERCIAL AGENTS, aqueles que atuam com vendedores  dos espaços dos navios vendedores fretes.

Estes últimos vem sofrendo deficiência, já que os seus representados, e estes, depois de conquistarem os clientes através de alguma Agência, abrem seus próprios escritórios  de representaçao, e até escritórios portuários, aliciando as empresas locais e que investiram aos nos seus negócios.

Alguns agentes liners, ainda assumem a responsabilidade de gerenciar os fundos dos armadores no País, respondendo perante o controle cambial do Banco Central pelo recebimento e remessa de fundos, oriundos dos fretes.

São dos agentes também responsáveis  pela entrega das mercadorias importados mediante a apresentaçao de documentos oficiais, conhecimentos de cargas, recebimemento de fretes e de taxas. Até a pouco tempo atrás, antes da implantaçao do programa eletronico mercante as agencias ainda eram responsaveis pelo recolhimento do fundo de renovaçao da marinha mercante e respondiam solidariamente por qualquer erro ou omissao do recolhimento destas taxas.

O agentes tramps, atuam quase como BROKERS, já que trabalham no mercado buscando cargas eventuais  e aproximando armadores destes mercados ou como representantes de grandes trades de commodities como soja, trigo e açucar.

Eles atuam tambem como rede de informaçoes internacionais de mercado pois possuem correspondentes em varias partes do mundo, e atraves destes contratos ficam sabendo das ofertas de cargas dos varios mercados, e repassam estas informaçoes a potenciais clientes, sejam armadores de navios ou importadores ou exportadores, conforme o caso, atuando como ficilitadores de negocios.

Por isso em ambos as chamadas especialidades os agentes maritimos precisam estar sempre muito bem informados sobre o mercado que os cerca.

É preciso tambem manter um estreito e permanetemente contato com as autoridades que atuam na sua area, como as administraçoes portuarias, autoridades maritimas etc.

Qualquer desconhecimento da legislaçao em vigor ou qualquer informaçao mal interpretada pelo Agente Marítimo, podera causar prejuizos irreparaveis para si ou para os seus principais.

Este conhecimento detalhado do funcionamento do porto podera influir decisivamente na eficiencia da operaçao portuaria e cabe exclusivamente ao agente maritimo colher, analisar e transmitir essas informaçoes aos principais atores do processo.

O agente deve estar apto tambem a interpretar uma informaçao recebida de um operador portuario quanto a operaçao de descarga ou embarque de mercadorias e aprovar ou não açoes tomadas pelo operador portuario, recomendando mudanças, caso estes beneficiem ao seu armador.

O agente podera sugerir medidas de eficiencia aos seus principais para que este possam tambem gerenciar melhor os custos da escala de determianados portos, como por exemplo:

Se o navio não ira atracar no dia previsto da chegada e dependendo do nivel de ocupaçao dos berços,  o agente podera sugerir que o navio diminua a marcha, economizando combustivel, ou ao contrario sugerir que aumente a velocidade para que possam tambem gerenciar melhor os custos da escala de determinados navios em determinados portos, como por exemplo: Se o navio não ira atracar no dia previsto da chegada e dependendo do nivel de ocupaçao dos berços o agente podera sugerir que o navio duminua a marcha, economizando combustivel.

Ou ao contrario: Sugerir que aumente a velocidade para que possa tomar o berço de atracaçao logo que possivel e evitar varios dias deespera a custos astronomicos aos seus principais e assim por diante.

Cabe tambem a esta atividade atuar, atraves do seu sindicato de classe na navegaçao de varias tarifas de prestadores de serviços, todas com influencia direta nos custos de escala dos navios.

Apesar de todo este envolvimento e responsabilidade o agente maritimo, oficialmente, não tem assento no conselho de autoridade portuaria, criado pala lei 8630\93, orgao regulador da atividade portuaria, onde são discutidos os varios temas que influenciam sobremaneira o funcionamento dos portos e que poderao resultar em medidas de eficiencia e reduçao de custos.

Apesar disto, mas considerando que nenhuma mercadoria e importada e  exportada sobre aguas, sem ter que se submeter ao controle dos armadores dos navios e por consequencia pelo agente maritimo e considerando que as estatisticas demonstrem que 90% do mercado internacional brasileiro e feito atraves de agua pode-se dizer que somente este ano, ate julho, passaram por aproximadamente 500 agencias maritimas brasileiras Us$ 136.150 bilhoes em mercadorias, gerando bilhoes de dolares em rocnhecimento de fundo de marinha mercante e outras tantas taxas.

Em Rio Grande existem estabelecidas 35 agencias maritimas que atenderam em 2009 aproximadamente 1.900 navios gerando entrada de divisas e renda.

A maioria destas empresas mantem escritorios comerciais em Porto Alegre, fazendo com que a capital ainda tenha escritorios trabalhando comercialmente para os portos, seja comercialmente para os portos, seja de Rio Grande ou proximeidades.

Estas empresas mantem aproximandamente 1000 empregos diretos e centenas de empregos indiretos, desde fornecedores de mao de obra avulsa, operadores portuarios, funcionarios portuarios, despachantes aduaneiros, empresas de rebocadores, empresas de lanchas, fornecedores de viveres, praticos etc.

Os agentes maritimos atraves de suas atividades e sua interaçao com as facilidades que o porto do Rio Grande oferece, com seus terminais, retro-areas e canais de acesso provilegiados, garantem que o estado do Rio Grande do Sul mantenha uma posiçao invejavel no ranking exportador nacional.

Ao longo dos anos e acompanhando as tendencias do mercado, atraves da consolidaçao de cargas com maior valor agregado, varios agentes maritimos diversificaram as atividades e investiram em transporte rodoviario das pontas interior porto ou vice versa, investiram em terminais retro-portuarios, terminais portuarios, armazenagem de cargas estaçoes aduaneiras e NVOCCS (armadores sem navios e que transportam cargas fracionadas e consolidadas em navios de terceiros).

Outros agentes vislumbrando o aumento do tamanho dos navios e a consequente necessidade de adequaçao dos equeipamentos portuarios e de aumento de calado dos portos, investiram em rebocagem e lanchas de apoio portuario e em dragagem, sendo tambem facilitadores para a manutençao da infraestrutura portuaria junto ao poder publico. De uma forma ou de outra, estes agentes continuam aumentando a suas participaçoes no comercio exterior brasileiro e patrocinando maior numero de empregos, recolhendo mais impostos.

A atividade embora interessante, tem muitos riscos. A responsabilidade e objetiva, ou seja, este profissional responde perante a justiça independentemente de ter agido com dolo ou culpa. Basta que exista um nexo de causalidade entre a açao, ou omissao, ou o dano.

O Agente Marítimo, legalmente reconhecido como possuidor de um mandato mercantil ou seja mandatario dos seus principais e cercado por leis que lhes impõe responsabilidades maiores que a sua condiçao legal o permite, por exemplo:

Se um determinado navio descarrega tonelagem a menos do que a declaraçao no manifesto de carga que não foi nem carregado nem transportada e tampouco descarregada por este agente e este que e responsabilizado pela falta perante a autoridades fiscais.

Se um navio chega ao porto infectado por algum inseto, e  o agente não tendo nenhum gerenciamento sobre o navio sem mesmo as vezes nunca ter ido a bordo antes daquela escala com risco de lhe ser imputado a multa por parte das autoridades sanitarias.

E o mais interessante, o agente toma a si estes riscos na condiçao de excepcional insegurança pois a maioria dos casos, as contratações destes Agentes Marítimos ainda e feita na base do “fio do bigode”, sem formalizaçao de nenhum contrato de prestaçao de serviços.

Conclusão

Com toda a sua importância mencionada anteriormente, o Agente Marítimo é uma figura  cada vez mais importante no Comércio Exterior de uma Nação.

Obras consultadas:

  • Site: Portos e Mercados

Compartilhe:

A Importância do Agenciamento Marítimo

A demanda por agenciamento marítimo sempre existiu, mas com a expansão recente do comércio internacional, agora explorado, inclusive, por pequenas e médias empresas, a figura do
agenciador cresce muito, pois ele garante operações eficazes e menos custosas.

Compartilhe:

Autor: Raphael Barreto De Araújo
raphaelbarretoa@hotmail.com
Curso Agenciamento Marítimo
Somatica Educar

Segundo a historiografia, nota-se que o agenciamento marítimo vem há séculos fazendo circular informações essenciais entre todas as partes envolvidas no transporte entre portos.

A função de agente marítimo vai além do que possamos imaginar, exige conhecimento técnico para distinguir cada
tipo de documento, exige pontualidade e acima de tudo determinação e amor pelo setor logístico marítimo. Além disso, é através do agenciamento marítimo que os processos mais complexos se
tornam ágeis e seguros, sendo fundamental a sua importância.


A demanda por agenciamento marítimo sempre existiu, mas com a expansão recente do comércio internacional, agora explorado, inclusive, por pequenas e médias empresas, a figura do
agenciador cresce muito, pois ele garante operações eficazes e menos custosas.

Dentre essas demandas estão: toda a parte documental, assistência a tripulação no seu tempo de estadia no porto,
acompanhamento de embarque e desembarque de cargas, custeio final do navio, angariação da carga, relatórios, marcação de práticos, entre outras atividades.


De forma geral, a agência marítima é o braço direto do armador do navio ou do afretador, é ela que intermedia as informações do navio e da carga para o porto afim de ter operações menos
custosas, ágeis e eficazes.
–––––––––––––––––––––––––––––––

Compartilhe:

Transporte marítimo: tipos de cargas e seus manuseios

As cargas marítimas são classificadas de acordo com o seu manuseio e modais de transporte. Atualmente, cada classe de carga corresponde a um tipo especifico de navio com características compatíveis à sua movimentação. A classificação relacionada com cada tipo de transporte compreende a dois grandes grupos: a carga geral e os granéis.

Compartilhe:

Autor: Joari Bentes 

E-mail: joaribentes@gmail.com 

Curso: Agenciamento Marítimo 

Instituição: Somática Educar

As cargas marítimas são classificadas de acordo com o seu manuseio e modais de transporte.  Atualmente, cada classe de carga corresponde a um tipo especifico de navio com características  compatíveis à sua movimentação. A classificação relacionada com cada tipo de transporte  compreende a dois grandes grupos: a carga geral e os granéis. 

A carga geral é manuseada e transportada em embalagens, arranjos ou agrupamentos. E é  dividida em três formas de manuseio: carga geral solta, neogranéis e os contêineres. 

A carga geral solta refere-se as mercadorias que são separadas em parcelas para facilitar o  manuseio pelos equipamentos ou por indivíduos(s) ao passar de um modal de transporte para  outro. Este método é utilizado há muito tempo, portanto, para os dias atuais é um processo que  envolve muita mão de obra, é lento e oneroso. Vem sendo gradualmente substituído pelo uso  dos contêineres que não têm essas falhas. 

Os neogranéis corresponde ao carregamento de mercadorias homogêneas em que, o volume  ou quantidade possibilita o transporte em lotes ou em um único embarque, por vezes não são  economicamente viáveis de serem conteinerizados como bobinas e placas de aço. Neogranéis  também são mercadorias que têm condições de se movimentar a partir de seus próprios meios  como automóveis ou animais vivos, tendo ambos, classes especificas de navios de transporte.  Há também, situações especificas de neogranéis como as “cargas de projeto” ou equipamentos  completos ou em partes desmontadas em que suas dimensões e peso são acima da capacidade  dos demais navios. 

Os contêineres, como já foi mencionado no parágrafo sobre carga geral solta, resolvem falhas.  Pois possibilita o içamento da carga na carreta diretamente para o navio, isso acaba com o  processo penoso de manusear peça a peça e oferece maior segurança evitando avarias,  principalmente recorrente de roubos. Ao longo dos anos padronizou-se o contêiner de 20 pés  com capacidade de 33,6m³ ou 19.046kg e o contêiner de 40 pés com capacidade de 66,4m³ ou  27.170kg. 

Os granéis são movimentados sem o auxilio de embalagens. E são tratados em duas formas de  movimentação: granéis sólidos e granéis líquidos. 

Os granéis sólidos são cargas homogêneas como grãos e coque de carvão. O embarque  compreende em lançar diretamente nos porões dos navios e a quantificação é feita por balanças  nos transportadores ou através da variação do calado do navio. O desembarque é feito com  sistemas pneumáticos de sucção. 

Os granéis líquidos são produtos químicos, óleos vegetais, etc. O manuseio e transporte é  semelhante aos granéis sólidos só que a quantificação é feita em volume e são empregados  navios-tanque.

Compartilhe: