PLANILHA DE CÁLCULO PARA ARQUEAÇÃO DE CARGA DE NAVIOS – CASOS PRÁTICOS PARA A DETERMINAÇÃO DA QUANTIDADE EMBARCADA OU DESEMBARCADA

Arqueação de carga de navios efetuada mediante planilha de cálculo com o propósito de garantir rapidez, eficácia, acurácia e segurança ao arqueador em todas as fases do processo

Compartilhe:

Autor: DERLI DA SILVA FARIA

Somática Educar

Curso Arqueação de Navios – Draft Survey

RESUMO Arqueação de carga de navios efetuada mediante planilha de cálculo com o propósito de garantir rapidez, eficácia, acurácia e segurança ao arqueador em todas as fases do processo. Para tal, a fundamentação teórica sobre navios está embasada no livro Arte Naval e em trabalhos disponibilizados na WEB, cujas referências estão informadas nos tópicos específicos e nas citações bibliográficas deste trabalho. Considerando que a arqueação de cargas é uma atividade internacional, algumas terminologias utilizadas neste trabalho também estão no idioma inglês. Objetivo Apresentar o trabalho de conclusão do curso de Arqueação de Navios requerido pela Somática Educar, que consiste em uma PLANILHA de cálculo, elaborada pelo autor, para facilitar o cálculo da quantidade de carga no processo de Arqueação de Navios. A PLANILHA foi desenvolvida com base nos conhecimentos adquiridos neste curso e na experiência do autor vivenciada como arqueador. A comprovação da acurácia da PLANILHA está demonstrada nos casos práticos apresentados neste trabalho.

Curso Arqueação de Navios

Limites Limitações deste trabalho:

(1) O processo de arqueação de navios pode ser utilizado para o cálculo de qualquer tipo de carga, todavia este trabalho não está voltado para a arqueação de navios que transportam produtos químicos, gases, bunkers, containers, passageiros e carga geral, mas sim para os navios graneleiros que transportam Trigo, Soja, Açúcar, Fertilizantes, Carvão, Pellets, Cítricos, Minérios, etc.

(2) Este trabalho apresenta somente as informações das estruturas dos navios que são indispensáveis ao conhecimento do arqueador para o processo de arqueação.

(3) Não discorre sobre a regulamentação da profissão do arqueador, mas recomenda que ele tenha: conhecimento teórico de arqueação e das estruturas navais; conhecimento de inglês; que domine as funções matemáticas requeridas para a arqueação; tenha boa condição física e que seja treinado por um ou mais arqueadores por um período suficiente para adquirir a confiança prática de fazer sozinho uma arqueação.

(4) Também não discorre sobre a regulamentação dos equipamentos de proteção individual – EPI`s, mas recomenda o seu uso, bem como a obediência aos protocolos requeridos para o exercício da profissão e, em especial, o respeito ao mar.

  1. CONCEITOS BÁSICOS
    1.1. Arqueação
    É a medida da capacidade dos espaços internos de uma embarcação mercante.
    Usa-se também a expressão ARQUEAÇÃO para a atividade de determinação do peso da carga a granel, embarcada ou desembarcada em um navio mercante, que é o propósito deste trabalho. 1.1.1. Arqueação do peso da carga de navio
    Arqueação do peso da carga de navio, Draf Survey, é o método utilizado para o cálculo do peso da carga embarcada ou desembarcada em um navio, que é efetuado pelas medições das mudanças das condições de flutuação do navio. A flutuação do navio é medida pelo seus calados, que determinam o volume de água deslocado, antes do início e no fim das operações de carga ou descarga. A técnica é baseada no princípio de Arquimedes.
    Em alguns casos, carga ou descarga de produtos diferentes, ou para clientes diferentes, medições intermediarias são necessárias.
    A exatidão do processo de medição depende muito da experiência do arqueador (Draft Surveyor) e da exatidão de suas medições.
    O método de execução está detalhado no capítulo 13 deste.
    1.1.2. Tonelagem de arqueação – Tonnage
    Embora não seja o objeto deste trabalho, faz-se necessário uma abordagem sobre o assunto para que haja o discernimento da diferença com o processo de arqueação de carga.
    Tonelagem de Arqueação é um atributo específico de cada navio, é a medida da capacidade dos espaços internos de uma embarcação mercante, calculada por uma Autoridade Marítima reconhecida e consignada em um Certificado de Arqueação Oficial. No Brasil o termo arqueação é sinônimo de tonelagem que no idioma inglês é “tonnage”.
    Sobre a Tonelagem de Arqueação, são baseadas todas as obrigações e exigências impostas pelas Leis e Regulamentos Internacionais, como também as taxas, tarifas, direitos, etc., que incidem nas atividades operacionais do navio, como: praticagem, fundeio, atracação, reboque, trânsito de canais, docagem, etc. A tonelagem de Arqueação é usada para a comparação da capacidade de transporte dos navios mercantes. 1.1.2.1. Arqueação Bruta (AB), GROSS TONNAGE – É a expressão do tamanho total da embarcação, determinada de acordo com as prescrições da Convenção Internacional sobre Medidas de Navios de 1969. A maneira mais adequada de expressar essa capacidade é medir os volumes internos, sem considerar os espaços isentos previsto no regulamento. 1.1.2.2. Arqueação Líquida (AL), NET TONNAGE – Da AB faz-se um desconto de outros espaços chamados de dedutíveis, referentes aos espaços ocupados pelas máquinas, combustíveis, espaços destinados a tripulação e outros espaços não destinados ao transporte de cargas ou de passageiros para a determinação da AL. Corresponde a capacidade útil da embarcação.

Para saber detalhes sobre o trabalho

Compartilhe:

Autor: Somática Educar

Somática Educar - cursos profissionalizantes e de capacitação a distância

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.