Profissão “TABU”

Desde a formação do homem moderno a morte tem sido um fato extraordinariamente triste e ao mesmo tempo um tabu, pois ao mesmo tempo em que se entristece se vê um sorriso de felicidade quando se deparam com seu ente querido com semblante sereno e normal na hora da ultima despedida

Compartilhe:

Autor: Flavio Henrique Nascimento Corrêa

Três Corações – MG

Curso Profissionalizante de Tanatopraxia

Há séculos nos perguntamos, quando e como vamos morrer, porém a curiosidade para descobrir como o “fulano”se foi é de suma importância para o ego das pessoas, concorda?.

Pois isso é um comportamento natural da sociedade perante um acontecimento tão importante, religiosamente e particularmente para todos. Desde a formação do homem moderno a morte tem sido um fato extraordinariamente triste e ao mesmo tempo um tabu, pois ao mesmo tempo em que se entristece se vê um sorriso de felicidade quando se deparam com seu ente querido com semblante sereno e normal na hora da ultima despedida, isso se dá, pois há séculos o homem vem desenvolvendo técnicas e insumos para que após a morto o corpo do indivíduo mostre o menor números de sinais que culminaram em sua morte, para que traga conforto aqueles que estiveram junto ao mesmo em vida. Exemplo simples é o ditador soviético Lenin que apresentava tal importância que decidiram embalsamar seu corpo em 1924 e permanece intacto até os dias de hoje.

TABU ou não, a importância de conservar corpos, vai além das expectativas estéticas,pois hoje podemos enviar aquela pessoa pra qualquer parte do mundo para suas famílias poderem se despedir de forma respeitosa e digna  seja como e quando for, além disso muitas famílias precisam se deslocar de grandes distâncias para poder prestar suas ultimas homenagens, e a conservação de corpos atingiu esse nível de humanidade,pois existem profissionais que vivem pra isso 24 horas, deixando de lado o tabu, o nojo, a indiferença, a religião e outros fatores pra que possam entregar respeito, humanidade e dignidade aqueles que já partiram e deixaram seus corpos pra que possam ser sepultados e velados da melhor maneira possível.

Diga se de passagem há profissões e profissões, porém dar “vida” e dignidade após a morte é pra poucos e esses poucos quebram qualquer tabu para ter sua profissão respeitada e valorizada, pois o dia de todos chegará, você vai, conhecimento, respeito e caráter ficam.

Compartilhe:

Autor: Somática Educar

Somática Educar - cursos profissionalizantes e de capacitação a distância

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.