Tratamento de Efluentes

Aluno: Vancarlos Luan Salambaia Alves De Quadra 

Curso Capacitação Operador De Estação De Tratamento De Efluentes

Somática Educar

Introdução

Os efluentes precisam ser tratados antes de serem lançados nas  águas. O tratamento ideal para cada tipo de efluente é indicado de  acordo com a carga poluidora e a presença de contaminantes.  Existem vários tipos de tecnologias usadas para esse fim, mas os  principais tipos de tratamentos de efluentes resumem-se em  três: tratamentos primários, secundários e terciários.

Os efluentes precisam ser tratados para  retornarem aos recursos hídricos. Se despejados diretamente, o  impacto ambiental gerado e os custos para recuperação são  enormes. O tipo de tratamento é indicado de acordo com a carga  poluidora e a presença de contaminantes. Especialistas da área são  quem coletam e realizam análises dos parâmetros que  representam a carga orgânica e a carga tóxica dos efluentes. Há  diversas Estações de Tratamento de Efluentes (ETEs) pelo Brasil.  Elas são responsáveis pelo processo de limpeza dos efluentes para  que estes retornem ao meio ambiente. 

Conclusão:  

Por fim, os efluentes tratados é bom para o meio ambiente, isso  faz com que o mesmo seja destinado adequadamente e a poluição  nos cursos d’água diminua, o que faz com que melhore ás  condições da água das cidades. O tratamento de alguns efluentes  também permite a sua reutilização em outras atividades produtivas. Fazendo assim com que esse recurso seja beneficiado  ao meio ambiente e gera diminuição de gastos para a indústria.

Leia o artigo completo

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.