O crescimento do apoio marítimo no Brasil

Autor: Luiz Felipe dos Reis Mendes  

Curso : Curso de apoio marítimo off shore  

Instituição : Somática Educar 

A indústria de petróleo, energia que movimenta o mundo, concentra nos  tempos atuais os maiores investimentos mundiais em favor de sua exploração.  Principalmente com a descoberta do pré-sal e novos campos de exploração,  todos anos são investidos bilhões na construção de novas plataformas de  petróleo. Consequentemente é necessário também um grande investimento em  embarcações de apoio marítimo cuja função é o apoio logístico a essas  plataformas. 

O termo apoio logístico consiste na chegada de mercadorias e suprimentos no  menor tempo possível e com os custos mais baixos possíveis. A atividade  offshore, como é uma atividade que envolve uma grande demanda de unidades  de apoio necessitando de grandes investimentos, utiliza, portanto, o mesmo  conceito explicado acima. 

É no mar onde se encontra grande parte do apoio logístico, pois envolve  embarcações de diversos tipos e funções. Estas funções variam desde o  transporte de cargas entre as bases terrestres e as plataformas, estudo de  geologia, montagem e lançamento de equipamentos , suprimento manuseio de  âncoras , tubulações , apoio a serviços de manutenção em plataformas e  estruturas submersas , combate a incêndios , remoção , fechamento dos poços  entre outros.  

No início, as embarcações de apoio offshore eram unidades relativamente  simples , mas, com o passar do tempo , essas embarcações foram se tornando  mais potentes e mais sofisticadas. Por esta causa o seu valor subia e nos dias  de hoje podem custar mais de 100 milhões de euros. O mercado de  embarcações de apoio offshore é bem específico e está intimamente ligada a  atividade petrolífera , ou seja, está ligada a todas as condições de exploração e  produção de petróleo.  

Com o crescimento da produção offshore de petróleo e a tendência de  exploração em águas profundas tem influenciado diretamente o mercado de  embarcações de apoio. Sendo impulsionado pelo aumento da exploração e  produção offshore, o mercado de embarcações de apoio passa por um  momento de crescimento da demanda global. Tendo como resultado o  aumento no valor da diária, que alcançou níveis recordes em 2006, e que se  mantém em níveis elevados , especialmente para os barcos maiores e mais  potentes.

O Brasil iniciou as atividades de extração em mar aberto tardiamente em  relação aos países mais desenvolvidos. Por este motivo, esta evolução ocorreu  de forma mais acelerada aqui, pois já contamos com a importação de  tecnologia já desenvolvida por outros países.  

Nos dias atuais são desenvolvidas tecnologias específicas para a área de  atuação brasileira, uma vez que a mesma se difere das praticadas nas áreas  tradicionalmente exploradas.  

Nos dias de hoje, a indústria naval brasileira caminha a passos largos, com  relativo sucesso e com crescentes números de navios encomendados. Esse  crescimento, fornece suporte as atividades de exploração já existentes nas  bacias petrolíferas do país, representa, uma perspectiva otimista e crescente  especulação em relação a camada Pré-Sal, que recentemente foi descoberta.  

Segundo nota à imprensa da agência nacional de petróleo, gás natural e  biocombustíveis (ANP) de julho deste ano, a produção de petróleo no mar  corresponde a 91,1% do total produzido no país e a produção de gás natural a  75,4%. Dos vinte campos que se destacaram como maiores produtores de  petróleo, apenas dois são operados por empresas estrangeiras: a Statoil, com  o campo Peregrino em 13° lugar, seguida pela Shell, com o campo ostra .  Nesta mesma lista, encabeçada pelo campo de Marlim Sul, com vazão média  de 341,1 mil barris de petróleo equivalente, constam apenas três campos  terrestres : Carmópolis (15°), Canto do Santo Amaro (17°) e leste do Uruçu  (20°), com vazão média de 21,7 Mbbl/d, 20,5 Mbbl/d, respectivamente. Isso  demonstra não só a grande importância da exploração do petróleo marítimo no  Brasil, como também a contribuição que a recente descoberta de óleo no Pré Sal representa para a produção do país.  

As embarcações de apoio marítimo no que tange a exploração das riquezas do  nosso país evidência que sem elas o grande sucesso das operações marítimas  não seria alcançado. 

A exploração das nossas águas está intimamente ligada aquilo que se coloca  em favor dela, ou seja, quanto maior a disponibilidade de embarcações de  apoio maior será a eficiência da operação.  

O crescimento de apoio marítimo também se conecta com a quantidade de  campos a serem perfurados, é esperado para os próximos anos que seja  descoberta uma melhor forma de exploração do pré-sal brasileiro, o que  melhoraria significavelmente a economia do nosso país e alavancaria ainda  mais o mercado de navios de apoio marítimo.  

De acordo com a lei número 9.432, de 08 de janeiro de 1997, sancionada pelo  então Presidente da República Fernando Henrique Cardoso, foram  estabelecidas no capítulo 2 artigo 2° as seguintes definições :  

Definição VII- navegação de apoio portuário : a realizada exclusivamente nós  portões e terminais aquaviários, para atendimento a embarcações e  instalações portuárias; 

Definição VIII – navegação de apoio marítimo : realizada para o apoio logístico  a embarcações e instalações em águas territoriais nacionais e na zona  econômica, que atuem nas atividades de pesquisa e lavra de minerais e  hidrocarbonetos;  

Referência: O Crescimento do apoio marítimo no Brasil. Disponível em:  >http:// www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vínculos. Acesso em : 16 dez. 2020.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.