Exploração e Extração do Petróleo

As Sonda de perfuração ou Plataforma de perfuração são equipamentos utilizados para perfurar poços que permitam o acesso a reservatórios de petróleo ou gás natural.

Compartilhe:

Autor: Anderson Soares Oliveira dos Santos

E-mail: andersonsoares_ms@hotmail.com

Instituição: Somática Educar

Curso Operador de Sonda – Plataformista

O Petróleo é um combustível fóssil que corresponde a uma substância oleosa cuja densidade é inferior à da água e é inflamável. É considerado um dos principais recursos naturais utilizados como fonte de energia da atualidade. Considerado um óleo de origem fóssil, ele leva milhões de anos para ser formado nas rochas sedimentares, em áreas marítimas e terrestres. Da descoberta dos campos até a transformação nos diversos produtos presentes no nosso dia a dia, o petróleo percorre uma longa jornada, que envolve muito estudo e investimento.

O petróleo é originado a partir da decomposição de matéria orgânica, especialmente, dos plânctons.  Segundo o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), o petróleo constitui uma mistura de hidrocarbonetos (moléculas de carbono e hidrogênio) que se encontram em estado líquido (em temperatura e pressão ambientes). É constituído também por compostos sulfurados, nitrogenados, oxigenados, resinas, asfaltenos e metálicos como ferro, cobre e zinco.

As descobertas no pré-sal estão entre as mais importantes em todo o mundo na última década. Essa província é composta por grandes acumulações de óleo leve, de excelente qualidade e com alto valor comercial. Para descobrir reservas e operar com eficiência em águas ultraprofundas, é necessário sondas de perfuração, plataformas de produção, navios e submarinos com recursos que movimentam toda a cadeia da indústria de energia.

As Sonda de perfuração ou Plataforma de perfuração são equipamentos utilizados para perfurar poços que permitam o acesso a reservatórios de petróleo ou gás natural. Dependendo da localização do reservatório, as sondas podem ser terrestres ou marítimas. Estas últimas são instaladas sobre uma base flutuante e podem ou não ter propulsão própria.

A Perfuração é realizada através de uma sonda, a qual utiliza-se vários equipamentos que são responsáveis para sustentação de cargas, estrutura de aço especial, espaço vertical acima da plataforma e execução de “manobras”.

Uma sonda rotativa é constituída de vários sistemas, cujos principais são: Sistema de geração de energia; Sistema rotação; Sistema de movimentação de cargas; Sistema de circulação de fluidos; Sistema de controle de poço e Sistema de controle e monitoração.

A perfuração pode ser feita em terra ou no mar. Em terra, é feita por meio de uma sonda de perfuração. No mar, as etapas de perfuração são idênticas. A diferença é que são feitas por meio de plataformas marítimas. A profundidade de um poço pode variar de 800 a 6.000 metros. Uma vez encontrado petróleo, diversos poços são perfurados, de forma a estudar a viabilidade comercial de exploração daquela jazida.

Uma vez verificada a viabilidade comercial, inicia-se a etapa de produção. O petróleo pode ser expelido espontaneamente devido à pressão interna dos gases, ou pode ser necessário extraí-lo por meio de métodos mecânicos.

Durante o processo de extração do petróleo pode ocorrer também a extração do Gás Natural, principalmente, nas bacias sedimentares brasileiras, onde o gás natural, muitas vezes, encontra-se dissolvido no petróleo. Dessa forma, o gás natural (tecnicamente chamado de Gás Associado ao Petróleo) é separado do petróleo durante as operações de produção.

Terminada a etapa de produção, o petróleo e o gás natural são transportados por meio de dutos ou navios para os terminais, onde são armazenados. Em seguida, o petróleo é transferido para as refinarias, onde será separado em frações, pois o óleo bruto praticamente não tem aplicação.

Compartilhe:

O que faz um arqueador de navios?

Arquear é precisar o volume de água deslocado por um navio, através da leitura de calados, cálculos matemáticos e tabelas

Compartilhe:

Autora: Isabela dos Santos Muniz

E-mail: belinhamuniz@hotmail.com

Curso de Arqueação de Navios – Somática Educar

Os trabalhos de Arqueação de Embarcações e Plataformas Flutuantes são executados pelo processo “Draft-Survey” com base na leitura das marcações de calado, para estabelecer o volume ou peso das mercadorias embarcadas ou desembarcadas, bem como os trabalhos de arqueação de granéis sólidos, líquidos ou gasosos, realizados através da pesagem ou medidas diretamente pelo espaço cheio do tanque ou pela medição do espaço vazio.

Arquear é precisar o volume de água deslocado por um navio, através da leitura de calados, cálculos matemáticos e tabelas. O cálculo desse volume se faz através do princípio de Arquimedes – “Todo corpo, parcialmente ou totalmente submerso em um líquido, sofre uma força vertical de baixo para cima, denominada empuxo, cuja intensidade é igual ao peso do volume deslocado por aquele corpo”.

A conferência da carga é realizada de duas formas. Na primeira maneira, por diferença de deslocamento se chega na quantidade de carga movimentada, utilizado para aferimento de granéis sólidos. Nos granéis líquidos, a aferição é realizada conforme a sondagem e medição da temperatura do material que existe em cada tanque.

O processo de arqueação deve ser feita antes do início da realização do carregamento ou descarregamento, para apontar o peso do volume de água inicialmente deslocado pela embarcação, este valor irá definir seu peso total, podendo também ser verificado no decorrer da operação (carga ou descarga) para um resultado intermediário e após o seu término, sendo os dois últimos levando em conta o deslocamento inicial e final aonde aferimos a diferença, no intuito de verificar a carga do navio.

Para realizar a arqueação, é necessário o conhecimento do navio, sua geometria, sua estrutura e algumas constantes do navio, bem como a utilização de tabelas.

O trabalho do arqueador consiste em cruzar os dados coletados com os apontados nos documentos fiscais da embarcação, o arqueador autentica as informações prestadas pelos responsáveis pelos produtos, visando supervisionar os produtos transportados. Essa ação proporciona uma fiscalização mais eficaz, mediante a aferição in loco, das movimentações de carga nas embarcações, permitindo maior controle, além de ajudar a coibir a sonegação fiscal. Cada medição (arqueação) é uma perícia.

O arqueador pode atuar em empresas que operam por meio de portos e terminais fluviais ou marítimos que realizam movimentação de cargas internamente ou atuam na importação ou exportação, transportadores, agentes de carga, terminais alfandegados, trading companies, empresas fiscalizadoras de carga, perito da Receita Federal, entre outras.

Compartilhe:

Conceitos básicos e importância do método de arqueação

Cientificamente arqueação de carga de navios é o método mais confiável para determinar carga e descarga de uma embarcação mercante através do método DRAFT SURVEY ou mensuração em arqueação com base no método DE ARQUIMEDES.

Compartilhe:

Autor: Marcus Vinicius Campos Rodrigues Coelho.
PERITO SURVEYOR
CREA 22658-TD
RFB-SC;AM E CE

Curso Draft Survey – Arqueação de Navios

Somática Educar

Cientificamente arqueação de carga de navios é o método mais confiável para determinar carga e descarga de uma embarcação mercante através do método DRAFT SURVEY ou mensuração em arqueação com base no método DE ARQUIMEDES.  

Porém é indispensável que o perito arqueador seja dotado de atenção por trabalhar com coleta de variados dados de natureza técnica para chegar a um resultado satisfatório de volume ou peso de toneladas de cargas embarcadas ou desembarcadas nos portos brasileiros e demais portos mundiais.

O bom profissional deve ficar atento a todas as variáveis, vez que quaisquer discrepâncias podem significar enormes prejuízos aos interessados ou envolvidos na operação. 

Embora softwares diversos, foram desenvolvidos todo profissional deve redobrar atenção a dimensão ou particularidade de cada embarcação.   Importante também, além da experiência deve haver questão do bom senso pois existem casos raros de resultados incompatíveis com resultados obtidos.

Fundamental para este profissional, além do conhecimento técnico cientifico, experiência e um pouco de estudo e conhecimento, relacionado ao Comercio Exterior, bem como a legislação interna e externa observando exigências técnica normas nacionais e internacionais.

O método é eficaz e tem confiabilidade total, desde que bem aplicado. Tem também, respaldo de organismo internacionais podendo ser usado juridicamente, onde o profissional se reveste de tamanha responsabilidade na emissão de laudo e pareceres técnicos.

Enquanto resultados de balanças de fluxos são contestados por motivos diversos como:

Falta de manutenção, regulagem e excessos de usos ou desuso operacional ou falta de atenção do operador tornando assim, o método em extrema confiança por ser independente e acusar diferenças significativas que compete somente a este método.

Outro aspecto principal, haja vista que contratos internacionais, sejam fechados onde o peso da balança de fluxo muitas vezes, seja oficializada é a questão de que necessita se muitas vezes, dos dois pesos em documentos oficiais internacionais, para comparativos bem como confirmação e ou legalização de discrepâncias aparentes ou formulação de processos legais de compra e venda ou litigio entre partes.

Marcus Vinicius Campos Rodrigues Coelho.

PERITO SURVEYOR.

CREA 22658-TD

RFB-SC;AM E CE.

Compartilhe:

BALANÇA RODOVIÁRIA X ARQUEAÇÃO “DRAFT SURVEY” SOB UM OLHAR ANALÍTICO

Comparamos os métodos de pesagem de pesagem por meio de balança rodoviária instalada em um determinado porto e por meio de uma arqueação

Compartilhe:

Instituição: SOMÁTICA EDUCAR

Curso: ARQUEAÇÃO DE NAVIOS – DRAFT SURVEY

Autor: ATHOS UBIRAJARA DA FROTA SILVA

e-mail: athos@creapr.org.br

Ano: 2020

  1. OBJETIVO

O objetivo do presente texto analítico é relatar algumas comparações e cuidados entre os métodos de pesagem por meio de uma balança rodoviária instalada em um determinado porto e por meio de uma arqueação “draft survey” de um navio, e ao final desta comparação mostrar o melhor dos métodos para a quantificação de uma carga a granel a exportar ou importar. Na sequência serão apresentadas as características de cada um deles.

  1. BALANÇA RODOVIÁRIA

2.1. Função de uma balança rodoviária

A balança rodoviária é um equipamento essencial para qualquer setor de logística que busque total controle sobre as cargas que movimenta. É o equipamento utilizado nos portos do Brasil para pesar/quantificar a carga a ser carregada nos navios ou deles descarregada, a qual foi ou será transportada por modal rodoviário, isto é, caminhões, carretas ou “bitrens”.

somaticaeducar.com

2.2. Estrutura de uma balança rodoviária

A balança rodoviária possui excelente resistência estrutural, capaz de suportar grandes cargas sem nenhum problema ou deformação em sua superfície. É formada por vigas em “I”, em aço carbono, com certificações para evitar deformações, por limitadores de movimento, por células de carga com grau de proteção IP67, tudo em conformidade com o RPM (regulamento técnico metrológico), conforme Portaria INMETRO 236/94.

Balança rodoviária:

2.3. Manutenção e aferição:

Toda balança rodoviária deve ter um plano de manutenção e aferição periódico

Leia o Artigo na Íntegra

Compartilhe: